Por que muitos falham e desistem de concursos?

Tempo de leitura: 2 minutos

Existem várias respostas para essa pergunta. Motivos familiares, falta de dinheiro para manter a si e a sua família etc. Hoje, porém, vamos nos focar num motivo bem comum que desmotiva as pessoas a prestarem concursos públicos: o tamanho do edital. É o que aborda o Prof. Gerson Aragão no vídeo abaixo:

Como todo projeto em nossa vida (perder peso, fazer um mochilão, preparar o casamento etc), quando se olha o edital do concurso como um todo, pode-se levar um susto ou até se desmotivar – “é impossível”, “é grande demais” etc.

No entanto, quando se realiza um planejamento e se divide o edital em partes menores, nota-se que, sim, é possível estudar de forma adequada e num tempo razoável para esgotar os principais pontos do edital. Estabeleça metas diárias, semanais e mensais de estudo.

É como no exemplo do “mochilão” acima. Se você orçou que serão necessários dez mil reais para fazê-lo, deve programar-se para juntar dinheiro, organizar a viagem etc, de forma que o que parece difícil de ocorrer no início torna-se exequível ao longo da preparação.

Da mesma forma, à medida que você vai alcançando as suas metas parciais nos estudos para concurso, avaliadas por meio de seu desempenho na resolução de questões e na realização de provas, fica cada vez mais motivado a prosseguir nos seus estudos.

No vídeo acima, o professor Gerson Aragão alerta para eventuais problemas nas metas estabelecidas pelo concurseiro. Isso porque é possível que haja uma meta muito grande, até inviável, que não se consegue cumprir. Nesse caso, o concurseiro se desestimula e pode até desistir. Em outras vezes, a meta é viável, mas, durante o seu cumprimento, há dispersão do candidato (preocupação com outros problemas, uso excessivo de redes sociais etc), que acaba não priorizando seus estudos.

Por sugestão de uma coach parceira do Curso Método de Aprovação, o Professor Gerson Aragão sugere que se monte uma meta anual (ex. passar em concurso). Depois, deve-se quebrá-la em metas trimestrais, sugerindo-se os seguintes marcos de autoavaliação: dominar matéria, estudar de forma concentrada e aproveitamento de 60%). Ao longo da execução do plano, devem-se listar os principais obstáculos em cada trimestre. Ex. preguiça.

Ao final de cada trimestre, avalie se conseguiu superar obstáculos e atingir metas. Terá parâmetros, assim, para corrigir os erros no percurso.

Com essas dicas, esperamos que você consiga estabelecer e cumprir uma meta viável e possível.

Até a próxima dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *