O IMPACTO DO SONO NO ESTUDO PARA CONCURSO

Tempo de leitura: 4 minutos

A queixa de sentir sono enquanto estuda é muito comum entre os concurseiros. A baixa de concentração e rendimento ocasionado pelo estado de sonolência tem deixado muitas pessoas preocupadas.

É preciso compreender a importância do sono em todas nossas atividades, e assim, utilizar esse elemento a seu favor a fim de manter um equilíbrio biológico que pode proporcionar uma melhora qualidade nos estudos.

Veja, não dormir menos, é dormir melhor e ter a consciência de que o sono possui impactos em nossas vidas, principalmente na trajetória de preparação para concursos públicos.

O sono é um estado transitório e reversível, que se alterna com a vigília (estado desperto) possui estágios, isto é ciclos, vejamos:

  • Estágio 1: É a transição entre a vigília e o sono. Nesse estágio a pessoa pode ser acordada facilmente, pois seu sono é superficial;
  • Estágio 2: Ainda é um sono superficial, a pessoa pode acordar com alguns estímulos externos, porém a frequência cardíaca e a temperatura já diminuem, os movimentos oculares cessam e as ondas elétricas cerebrais tornam-se mais lentas;
  • Estágios 3 e 4 (apresentados juntos pois são extremamente semelhantes): É o momento em que a pessoa entra em sono profundo. Se caracterizam por relaxamento muscular mais intenso que nos estágios anteriores, permanecendo ativos apenas os músculos envolvidos na respiração e na movimentação dos olhos[1].

Passando por estes estágios completaremos os chamados ciclos do sono, o que leva geralmente 90 minutos. Logo, não quando dormirmos realizamos vários ciclos.

Por isso que os experts recomendam que para ter uma boa qualidade de sono, deve-se calcular quantos ciclos de 90 minutos se tem de dormir para acordar justamente quando seu último ciclos terminar, e assim, despertar sem sono, sem cansaço e com excelente disposição.

Então um exemplo para uma pessoa que possui o hábito de adormecer às 23h00

Hora de adormecer Dormir 6h ( 4 ciclos) Dormir 7h30 ( 5 ciclos) Dormir 9h (6 ciclos)
Adormecer às​ 23h Acordar às 5h Acordar às 6.30h Acordar às 8h

Outra coisa relevante a ser mencionada é a relação do sono com a memória, eis que é no estágio 4 acima, no qual ocorre os sonhos, a chamada fase REM, que há um importante papel no armazenamento intelectual de tudo que a pessoa aprendeu naquele dia.

E a soneca após o almoço, é benéfica?

Estudos da Universidade de Berkeley, na Califórnia, mostram que uma soneca de 15 a 30 minutos pode aumentar o aprendizado e a memorização, além de ajudar na recuperação física e mental do corpo. Segundo a pesquisa, jovens que cochilavam à tarde tiveram um desempenho 10% melhor nas tarefas relacionadas à capacidade de aprendizagem e memória. Por outro lado, aqueles que perderam uma noite de sono diminuíram a capacidade de armazenar novas informações em até 40%[2].

Qual melhor: tirar uma soneca ou tomar um café?

Os dois podem ser conciliados. Tome um expresso e vá dormir! Acorde uns 20 a 30 minutos (“Power snap“- cochilo poderoso) depois e veja como vai acordar muito amis bem disposto.

A cafeína funciona como um antagonista, isto é, inibidor de um receptor de uma determinada substância que produzimos (adesonina), e assim evita que o sono se instale. Contudo, beber café não tem efeito imediato, levando cerca de 20 a 30 minutos para que o processo ocorra.

Por isso é recomendável tomar um café e tirar um soneca de 20 minutos, uma vez que este sono leve ajuda a remover parte deste receptores da adenosina (substância natural que causa sonolência) e quando você acordar já vai ter a cafeína agindo em seu organismo, e assim, o café produzirá o dobro de efeito!

Assista também o Vídeo do Gerson Aragão sobre o tema em:

Até a próxima dica!

Mais técnicas de estudo para concursos no Livro Gratuito do Método de Aprovação

[1] Disponível em: http://laboratorio.jornalismojunior.com.br/2016/05/01/biologia-do-sono-um-processo-mais-complexo-do-que-simplesmente-descansar/

[2] Disponível em: http://www.polisono.com.br/dicas-curiosidades-sono/soneca-apos-almoco.asp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *