O concurso que eu quero não sai. Devo “atirar pra todo lado”?

Tempo de leitura: 4 minutos

Nos últimos dois anos, por conta da crise financeira nacional, todos os entes da federação, bem como seus órgãos e entidades que compõem a chamada Administração Pública Indireta (Autarquias, Fundações e Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista) têm encontrado dificuldades na gestão financeira e isso, obviamente, reflete-se no lançamento de editais de concurso público e na convocação dos aprovados.

No entanto, o “cenário não é tão ruim quanto se pinta” por aí. A necessidade de servidores públicos para a promoção dos interesses do Poder Público, bem como para a prestação de serviços públicos continua a crescer, tanto que se pode notar que, mesmo em menor quantidade ou demorando um pouco mais a ocorrerem, provas de concursos continuam acontecendo de norte a sul no país.

Na área federal, por exemplo, há grande necessidade de novos servidores para Polícia e Receita Federal, órgãos que já têm se preparado para lançar editais em um futuro próximo. Outros órgãos federais independentes, como TST, STM e MPU também pretendem fazer concurso em breve. Na área jurídica, tem saído concursos para juiz, promotor, defensor, delegado e advogado público em vários Estados. Há movimentação de alguns TREs, TRFs e TRTs para contratação de novos funcionários também.

Se, a despeito disso, você tem um concurso específico de preferência e ele não deve sair em um futuro próximo, Gerson Aragão gravou a seguinte dica:

Assim, uma boa alternativa para que você mantenha na sua memória o conteúdo aprendido na preparação para seu concurso de preferência, é abrir um pouco o leque de possibilidades.

Por exemplo, você quer ser servidor do Tribunal de Justiça, mas não têm saído editais. Compare seu edital esquematizado com os conteúdos cobrados em concursos para servidor de Ministério Público ou Defensoria Pública Estadual. Provavelmente não haverá grandes mudanças, salvo a inclusão ou a exclusão de uma ou algumas matérias.

Inclusive, caso já tenha formado uma boa base nas disciplinas comuns e se sentir seguro poderia, no exemplo acima, incluir o estudo para TREs ou até mesmo TRFs.

O que não se pode é atirar pra todo lado e mudar de estratégia o tempo todo: ex. estudo pra TJ, TRF, TRT, MPU, SEFAZ, SEFIN e Receita Federal. Se você está fazendo isso, digo como Wanderléa: por favor, pare agora!

É altamente improdutível fazer todo concurso que aparecer, pois não somente mudam as matérias, como também a banca e a forma de abordagem. Além disso, seus custos com despesas de passagens aéreas, hotéis e cursos subirão bastante. E será muito provável que não consiga obter êxito em nenhum!

Menos é mais! Um estudo estratégico requer, além da melhor gestão do tempo de preparação, escolhas também estratégicas de que outras provas fazer caso o seu “cargo dos sonhos” não venha a ser objeto de concurso público em breve.

Em resumo, siga o seguinte passo-a-passo:

1) Escolha o cargo em que mais deseja ser aprovado e estude para ele com afinco;

2) Notando que não há previsão de lançamento do edital em breve, busque outros cargos com o mesmo nível de dificuldade e com a grande maioria das matérias em comum;

3) Acrescente as novas matérias em comum ao seu planejamento de estudos. Para melhorar sua preparação, busque fazer edital sintetizado comparado, como no exemplo abaixo:

CLASSIFICAÇÃO POR INCIDÊNCIA DPU

TRF

1

Controle de Constitucionalidade Controle de Constitucionalidade

2

Poder Judiciário Hermenêutica e Interpretação da Constituição

3

Direitos Fundamentais Organização do Estado

4

Administração pública Intervenção Federal e Estadual

5

Poder legislativo Poder Judiciário

Dessa forma, poderá comparar que temas e como são mais cobrados.

Uma observação final: optando fazer concursos para cargos distintos, busque fazer aqueles que tenham a mesma banca ou estilo de banca. Ex. Auditor do TCE, organizado pelo CESPE e Auditor do TCU, organizado também pelo CESPE; Juiz de Direito FCC e Promotor de Justiça FGV.

Bons estudos e até a próxima dica!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *