Largar emprego para fazer concursos?

Tempo de leitura: 4 minutos

Uma das dificuldades mais sinalizadas pelos concurseiros é conciliar a necessidade de trabalhar, muitas vezes em tempo integral e estudar, sendo que alguns alunos já constituíram família e além do trabalho e estudo, necessitam dedicar tempo para os afazeres domésticos ou tempo com seus filhos, o que é muito importante.

Com base no vídeo acima, vamos elencar pelo menos três atividades de passo a passo que você pode fazer a fim de tornar mais visível o cenário atual que cada um vive e o que pode ser feito para uma melhor otimização e conciliação com estudos rumo à aprovação.

Assim, o ideal é que antes de tomar uma decisão como esta: largar ou não o emprego, tenha certeza de que já tentou realizar as atividades abaixo, pois muitas vezes o que falta é organização e estabelecimentos de prioridades.

1. LISTAR AS PRIORIDADES

Comece elencando as atividades que você deve fazer no dia, de preferência faça um calendário semanal, especificando a cada hora a atividade que deverá ser desempenhada, exemplo:

HORÁRIO Segunda -feira
6H00 Acordar + higiene pessoal
7h00 Deslocamento trabalho
8h00 TRABALHO
9h00 TRABALHO
10h00 TRABALHO
11h00 TRABALHO
12h00 ALMOÇO ( + estudar?)
13H00 ALMOÇO ( + estudar?)
14h00 TRABALHO
15h00 TRABALHO
16h00 TRABALHO
17H00 Deslocamento casa
18h00 Higiene + alimentação
19h00 ???
20h00 Estudar
21h00 Estudar
22h00 Estudar
23h00 Dormir

Este calendário lhe ajudará a visualizar suas obrigações diárias, bem como eventuais tempo disponíveis que possa ter ou se ainda não tiver se organizado, esse calendário poderá ajudar a otimizar seu tempo em prol dos estudos.

Mas lembre-se de saber dividir o tempo para tudo, desde as necessidades básicas como dormir que é muito importante e evitar o esgotamento mental, separar o horário para os estudos, bem como, nos finais de semana, de preferência, ter momentos de lazer para você e sua família.

2. FOCO:

Essa parte de ter foco é além de você saber o que realmente quer, o que deseja alcançar, mas também saber o que deve abdicar para conseguir obter êxito.

Não é raro que muitos alunos saibam onde querem chegar, mas quando olhamos sua caminhada, as ações que o aluno vem tomando para concretizar o objetivo acabam que sendo diametralmente opostas ao seu verdadeiro foco.

É bem verdade que no tópico anterior, abordamos sobre a necessidade de colocar o lazer dentro do seu cronograma de compromissos, mas tudo com equilíbrio.

Faz-se necessário aprender a dizer não: não para a festinha de aniversário que você sabe que vai comprometer seu dia de estudo no dia seguinte; aprender a dizer não as várias horas de vídeo game, ou em frente a televisão, grandes vícios no dia a dia saber a dizer não a algumas viagens, caso seja de forma constante e muito prolongadas, principalmente se o edital já estiver aberto, etc…

Outra coisa muito importante: saiba administrar seu tempo nas redes sociais! O mal do século, se duvidar, pois as pessoas olham seus perfis em suas redes sociais com intuito de passar só 10 minutinhos, e simplesmente ficam 1 hora ou até mais. Portanto, se policie, evite a conexão excessiva!

3. EXECUÇÃO:

Sabemos que trabalhar durante o dia e estudar à noite não é tarefa das mais fáceis, seja por conta do cansaço físico ou da sobrecarga psicológica. No entanto, essa é uma realidade para muitas pessoas que vêm no concurso público a possibilidade de melhorar de vida e trazer uma segurança financeira a sua família.

Além de muita força de vontade, você precisa se organizar para não deixar que o trabalho atrapalhe seus estudos e vice-versa.

Apenas comece!

Não pense muito, monte seu calendário e comece. Pensar demais vai fazer você gastar energia, sem executar de fato, levando a chamada procrastinação.

Fiquem tranquilos que o hábito vem com o tempo!

4. A TOMADA DE DECISÃO

Por fim, após de fazer os devidos ajustes acima elencados, vale lembrar que a decisão final é sua!

O que estamos tentando dizer é que se trata de algo pessoal e que cada caso poderá levar a “um sim, vou largar o emprego“ ou a um “não vou largar, pois posso conciliar ou necessito conciliar”.

Existem pessoas que por necessidade, que por ser arrimo de família precisam conciliar e seguir no seu ritmo sem pedir demissão do seu trabalho.

Já outras, em situação diametralmente oposta, na qual a família, de certa forma, pode ajudar e a pessoa em si sabe que possui a responsabilidade e flexibilidade de estudar tempo integral, a ideia pode ser boa.

Conforme foi falado acima, faça uma lista de suas necessidades, veja se pode tentar conciliar primeiro estabelecendo uma organização e prioridades e nunca se esqueça, a resposta está dentro de você!

Ninguém melhor do que nós mesmos, que sabemos de nossas dificuldades e necessidades, para tomar uma decisão tão importante como esta.

Conte conosco e até o próximo post!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *