Como ser estratégico ao resolver questões

Tempo de leitura: 4 minutos

Nos últimos posts do blog, temos falado muito sobre a importância da resolução de questões de provas passadas como indispensável ferramenta para a aprovação no seu cargo dos sonhos.

Consciente disso, como você faz ao resolver questões? Damos abaixo algumas dicas importantes, inclusive já dadas em posts anteriores.

1) Verificado em seu edital sintetizado que, naquela matéria, os assuntos mais cobrados em prova são “x”, “y” e “z”, antes de iniciar o estudo do conteúdo do assunto em livros, sinopses, resumos e legislação, leia rapidamente as questões sobre o assunto, para saber como é cobrado o assunto, com que frequência e grau de dificuldade, bem como que tipo de fonte é a mais apropriada para estuda-lo.

Ex. Na maioria, senão em todos, dos concursos, na matéria de Direito Administrativo, o assunto “Atos Administrativos” é um dos mais cobrados. Em concursos da carreira jurídica, predominam questões de dificuldade média, com exigência de conhecimento da doutrina, aplicada a assuntos correlatos (ex. Poderes Administrativos, Processo Administrativo). Uma boa sinopse pode dar conta do recado. Já em concursos de tribunais e outros órgãos públicos para quem não tem formação jurídica, referido assunto é muito cobrado quanto a seus conceitos, classificações e espécies de atos administrativos, de forma que um resumo, uma apostila e a memorização de mnemônicos é bastante útil.

2) Não basta somente resolver muitas questões.

Veja o porquê nesse vídeo:

Assim, quando separar um horário pra fazer questões, reserve pelo menos 50% dele para a análise dos seus acertos e erros. Quer-se dizer: a simples estatística de que, em 50 questões, você acertou 35 e errou 15 não é suficiente para que conclua que está bem ou mal naquele assunto. Faça da seguinte forma:

a) Pegue seu livro de questões comentadas ou acesse o site em que resolve questões. Pesquise o assunto sobre o qual fará as questões (aqui realmente você vai resolvê-las e não só analisa-las, como no item 1 acima). Se for possível separar as questões também pela banca e tipo de cargo, melhor ainda. Ex. Cargo: Técnico Administrativo de TJ e MP – Banca: CESPE – Matéria: Direito Administrativo – Assunto: Atos Administrativos.

b) Resolva uma quantidade razoável de questões, sem consultar o gabarito comentado. Não deixe nenhuma em branco.

c) Cheque sua quantidade de acertos e erros, inclusive analisando aquelas em que chutou, teve dúvida ou mudou de gabarito.

d) Leia os comentários das questões resolvidas. Analise qual fonte de estudo mais se adequa àquele assunto. Faça suas anotações em seu resumo sobre os temas abordados que desconhecia ou que tiveram uma abordagem diferente/mais aprofundada, mesmo de um tema que já conhecia. Ex. numa bateria de 10 questões, acertei 7 e errei 3. 2 acertos foram no chute. Maior incidência de cobrança de letra de lei, seguido por doutrina e jurisprudência. Uso de pegadinhas pra confundir ato complexo e ato composto. Anotação sobre efeito prodrômico (não conhecia/conhecia, mas sem maior aprofundamento).

e) Se possível, faça fichamentos e aplique métodos de estudo e memorização para consolidar o conhecimento dos novos temas estudados nas questões.

3) Feitas as questões e sua análise, nos termos do item anterior, continue com seu estudo ou revisão sobre o assunto estudado, revisitando suas anotações e resolvendo mais questões, dependendo de sua menor ou maior apreensão do conteúdo.

Por exemplo: se continuo confundindo ato complexo de ato composto, devo continuar revisando-o e resolvendo questões sobre atos administrativos.

Como quase tudo na vida, o que importa não é a quantidade de questões resolvidas, mas a qualidade do seu estudo estratégico por meio delas, percebendo todas as nuances sobre os temas cobrados, de forma a se preparar para que, quando chegar no dia da prova, possa escapar das pegadinhas e ter maior segurança na resolução de questões, tanto por seu conhecimento, como por sua estratégia de estudos.

Se você tem alguma dúvida ou depoimento sobre esse tema de resolução de questões, comente aqui embaixo!

Até a próxima dica!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *