Como passar em Concursos sem “morrer” de Estudar

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando eu comecei a estudar para concursos pensava, ingenuamente, que era só estudar.

Apesar de não ter sido um ótimo aluno na faculdade de direito, comecei a estudar para concursos. Mas os resultados não vinham.

A dúvida e a angustia aumentavam cada vez mais. Até que algumas pessoas que eu considera piores alunos foram aprovados.

É uma sensação muito estranha. Se você já passou por isso sabe do que estou falando.

Falo isso porque quem estava passando nos concursos não era diferente de mim.

Isso gerava uma dúvida: “Será que eu realmente um dia iria passar no concurso que queria?” A incerteza, com esses tipos de situações, ficava cada vez fica maior. Inclusive gravei um vídeo sobre isso, que você pode ver abaixo.

Então, como você pôde ver no vídeo, ao invés de me desesperar, comecei a estudar uma forma mais estratégia para concursos e descobri duas coisas: você precisa saber identificar os “inimigos”, para combater, e os “amigos” para se aliar.

Você deve estar se perguntando: quais são os meus “inimigos”? São dois:

  • Você mesmo: na maioria das vezes nós somos nossos próprios inimigos, pois deixamos a preguiça e a falta de vontade agir, por exemplo. Se você consegue perceber isso e outros aspectos determinantes em sua vida, começa a entender que é possível lutar conta esse “inimigo” mudando hábitos. Você pode saber mais sobre as características e hábitos de quem tem sucesso em concursos baixando este livro digital gratuito.
  • O concurso: você precisa entender tudo sobre o concurso que irá realizar. Qual o histórico de convocação do cargo, sobre o perfil da banca, o grau de dificuldade das questões, ou seja, o máximo de fatores possíveis para se preparar estrategicamente.

Muita gente despreza o aspecto estratégico antes de começar a estudar para o concurso desejado.

Antes de concluir, ainda falta dizer quem são os seus “amigos”. Quem são?

  • Seus concorrentes: por incrível que pareça, quem faz o concurso, é seu parceiro na troca de informações sobre o concurso. A concorrência existe e ela deve ser analisada em seu plano estratégico, mas os concorrentes são concurseiros como você. Ter uma rede de amizade e união ajuda muito no caminho da aprovação. Quanto mais você ajudar, mais será ajudado.

O engraçado é que isso estava em minha frente o tempo todo. Em um livro antigo na minha estante chamado “A Arte da Guerra”:

“Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas”.

Quando eu li essa frase, sabia que tinha encontrado a resposta. Por isso, estou disponibilizando um livro digital em pdf, gratuitamente, para que você baixe e utilize as mesmas estratégias que eu utilizei para ser aprovado em concursos de Defensor, Analista, Técnico, OAB, dentre outros. Clique aqui para baixar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *