Como conciliar trabalho e estudos para concurso

Tempo de leitura: 3 minutos

No mundo dos aprovados em concursos público, há vários perfis e históricos distintos. Pessoas que passaram jovens, outras já mais velhas; solteiras ou casadas e com filhos; que só se dedicavam aos estudos ou que os conciliavam com trabalho também.

Hoje trataremos desse último perfil: o concurseiro que trabalha e estuda, que é uma realidade para muitos dos que estão na luta para obter um cargo público. Se você pode se dedicar integralmente aos concursos públicos, saiba que é um privilegiado e que deve aproveitar esse seu tempo para acelerar seus estudos rumo à aprovação.

Aos colegas que trabalham e estudam, vejam esse depoimento do Prof. Gerson Aragão de como ele fez para conciliar trabalho e estudos:

Pois bem. Pelo exemplo do Prof. Gerson, uma dica de ouro é buscar a aprovação em “concursos escada”. Se você não pode abrir mão de remuneração para se dedicar totalmente aos estudos (por ter família, negócios e dívidas próprios etc), então uma boa pedida é, caso almeje cargos de ponta, como auditor do Tribunal de Contas da União ou promotor de justiça, buscar inicialmente fazer concursos de menor complexidade. Eles lhe garantirão uma remuneração suficiente para sustentar a si e a sua família, bem como têm uma carga horária menor ou mais flexível que seja compatível com sua dedicação aos estudos. Nesse sentido, é bom lembrar que muitos órgãos públicos têm aderido ao teletrabalho, extremamente útil pra quem quer aliar trabalho e estudos.

Se atua na iniciativa privada, cuja carga horária, em geral, é de oito horas diárias, independentemente de estudar para “concursos escada” – isso porque a dica acima não é obrigatória, ou seja, você pode, caso queira, estudar direto para a carreira que deseja – é necessário dar maior prioridade aos seus estudos.

Assim, analise quantas horas livres tem durante cada dia, excluindo as horas de trabalho, alimentação, higiene pessoal e tarefas domésticas. Serão elas utilizadas para seus estudos!

Se geralmente têm várias atividades extras, como o futebol com amigos na segunda, o cinema na terça, o curso de inglês na quarta, o vôlei na quinta, o happy hour na sexta e a praia no sábado, você  terá de escolher uma ou duas dessas atividades para manter, abdicando temporariamente das demais de forma a ter mais tempo para os estudos.

Vale ressaltar que é importante que você mantenha uma rotina de exercícios físicos e dieta equilibrada para evitar que a fadiga do trabalho atrapalhe sua dedicação e concentração.

É, sabemos que é difícil fazer tantas coisas, mas temos diversos juízes, promotores, defensores, auditores fiscais etc que souberam se dedicar aos estudos, mesmo tendo uma rotina de trabalho.

Em suma, não invente desculpas para iniciar ou retomar seus estudos. Como dito no início desse post, há todo tipo de exemplo de concurseiro que tenha encarado algum tipo de adversidade nos estudos para concursos, mas eles persistiram e lograram êxito. Por que você não pode ser mais um exemplo disso?

Extra: pra você se motivar, assista ao filme “100 metros”, disponível no Netflix, mas só depois de cumprir seu cronograma semanal, ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *