3 técnicas para aumentar sua memorização nos estudos pra concurso público

Tempo de leitura: 3 minutos

Uma das coisas que todo estudante odeia é ter de voltar a estudar um assunto que já havia visto, porque simplesmente esqueceu tudo ou quase tudo sobre aquele conteúdo. Isso acontece se você tem de lembrar uma fórmula matemática, manter o vocabulário de uma língua estrangeira fresco na memória e, no caso de quem faz concursos públicos, lembrar conceitos, classificações e (as odiáveis) exceções.

Um estudo de qualidade, portanto, deve ser aquele em que se evita esse retrabalho, pois se perdem horas que poderiam estar sendo usadas para aprender novas matérias ou até mesmo para o lazer para ter de reaprender algo que já se estudou.

Para se manter um conteúdo na memória e não o esquecer, há várias técnicas, mas abaixo listamos algumas usadas pelo Prof. Gerson Aragão para alcançar sucesso em suas provas de concurso público.

1) Flashcards

Criados no século XIX pelo educador inglês Favell Lee Mortimer, os flashcards são um conjunto de cartões que trazem perguntas sobre alguma informação (ex. palavras, números) com a respectiva resposta atrás. Assim, ao estudar um conteúdo, você cria uma série de perguntas relevantes para seu concurso.

Ex1: Frente – Existe algum benefício previdenciário que integra o salário de contribuição? Verso – Sim, o salário-maternidade, conforme o art. 28, §2º, da Lei 8.212/91.

Ex2: Frente – qual a negação da proposição (p ^ q)? Verso – (~p v ~q)

Ex3: Frente – como se diz “esperança” em inglês? Verso – hope.

Para aqueles que estudam para concursos públicos, por haver várias matérias a serem estudadas, é bom que os flashcards criados sejam separados por pastas, facilitando os momentos de revisão.

Uma excelente sugestão dada por Gerson Aragão é criar 3 caixas: uma com as perguntas. Se, ao fazer a pergunta, você lembra da resposta, ponha o cartão na caixa “Acertos”. Se errar, na caixa “Erros”. Assim, estará verificando sua evolução na apreensão do conteúdo – quanto mais cartões na caixa “Acertos”, melhor estará.

 2) Fichamentos

Comece grifando o livro ou material por onde está estudando, lembrando que o grifo deve ser sobre o que é importante para o concurso e não sobre o que você reputa importante. Isso você constata ao analisar os conteúdos cobrados em prova. Por exemplo, se no edital constam os assuntos A, B e C, mas as provas geralmente só cobram os assuntos A e B, esses é que devem ser sua prioridade nos fichamentos.

Feito isso, faça o resumo das ideias centrais do conteúdo por meio de suas palavras-chave (resumo RPC).

3) Revisão

Primeiramente, é bom lembrar que o Curso Método de Aprovação recomenda o estudo de uma matéria por semana, priorizando os estudos do seu edital sintetizado.

Isso não quer dizer, entretanto, que você só terá contato com uma matéria por semana, pois estará usando os flashcards e RPCs das matérias estudadas nas semanas anteriores enquanto estuda o da matéria desta semana. Ex. na semana 5, estudo a matéria respectiva, além de revisar as matérias estudadas nas semanas 1 a 4.

Aliar essas revisões à resolução de questões é essencial, pois se consolida o material revisado. Por exemplo, leia a questão abaixo:

Não é considerado salário de contribuição o salário-maternidade. (CESPE – Auditor de Controle Externo do TCDF 2014)

Por conta de suas revisões, saberá que, não somente o item acima está errado, como também da preferência da banca CESPE por tratar sobre o benefício previdenciário do salário-maternidade.

Assim, usando as técnicas acima, certamente você consolidará cada vez mais o conteúdo estudado em sua preparação para provas em concursos.

O resumo dessas dicas pode ser visto nesse vídeo:

Aproveite pra seguir as redes sociais do Curso Método de Aprovação para continuar recebendo dicas e técnicas de estudo. Em nosso ebook, compilamos também as principais dicas. Dá uma olhada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *